10 de Espadas

Os números 10 do baralho de Tarot reúnem a perfeição do divino com a inteireza do mundo físico. Representam finais de ciclo e recomeços. A energia de cada naipe atingiu o seu potencial máximo e vai agora ser transformado e libertado em algo novo.Completou-se um ciclo e estamos próximos a iniciar outro. Numerologicamente, o º 10 = 1+0 que reduzido volta de novo ao nº 1: início de todas as coisas.

Todos os 10 do baralho se associam por isso, à Roda do Destino (arcano X) e à carta do Mago (Arcano I) e representam mudanças, ciclos, recomeços, renovação.

O dez de Espadas simboliza, como se pode ver pela imagem, um final doloroso. É a energia difícil do Ar no seu estádio máximo! Intitulada “Lutas” e “A Morte de Deus” em alguns baralhos, denota um culminar de um processo destrutivo e muito doloroso. Tal como o Arcano da Morte, esta carta representa o fim, a despedida, a depressão profunda, a “morte” aparente…aqueles momentos das nossas vidas em que chegamos ao fundo do poço.Ela segue o 9 de espadas que denotava depressão, ansiedade, noites mal dormidas, estados obsessivos e aqui essa energia chega ao seu potencial máximo e deixa-nos de rastos.

Por outro lado, tal como já foi dito, os números 10 indicam finais e recomeços, por isso, esta carta também tem um lado positivo! Significa que depois de chegarmos ao fundo do poço, não podemos descer mais fundo! Agora o único caminho é para cima…é a libertação, um novo ciclo vai-se iniciar. Há que dizer “adeus” ao velho, para podermos abraçar o novo, há que nos desapegarmos de tudo aquilo que nos faz mal, que não nos acrescenta nada…por vezes são velhos padrões de comportamento, programações de infância que têm que ser libertadas.

O tempo em que permanecemos neste estádio de sofrimento é completamente pessoal e da nossa inteira responsabilidade. Esta carta pertence à esfera mental, por isso só nós temos o poder de mudar a nossa mente, o nosso foco. Representa uma escolha nesse sentido, uma escolha que ninguém pode fazer por nós.

Se esta carta falasse, ela dir-te-ia: ” Não há mais guerras! Chegaste a um ponto da tua vida em que tens que admitir que a tua forma de fazeres as coisas não resultou. Deste estado de aceitação vem um estado de libertação, pois sabe que o pior já passou! Podes começar de novo. A Roda girou e tens uma nova oportunidade.”

 

Com Amor,

GaiaNamastê!

 

Sharing is Caring

9 de Espadas

O número 9 representa o fim de um ciclo ao mesmo tempo que abre caminho para possibilidade mais profundas. É considerado um número misterioso. Em muitas tradições esotéricas existem 9 céus. Ele faz referência às coisas absolutas, plenas. A nossa numeração decimal está baseada no número 9, que é o zero num ciclo superior de numeração. 9 é o número de meses de gestação de um criança! Representa o poder dos números triplos e também o número do infinito (9999999999999999…)

Os noves dos arcanos menores ligam-se aos Arcanos Maiores do Eremita e da Lua.

O naipe de Espadas liga-se ao elemento Ar que representa a mente racional, o intelecto, a palavra falada e a informação. Está associado à estação do Outono.  Este naipe mostra a forma como lidamos com os conflitos interiores e exteriores.

O nove de Espadas, também chamado de “Tristeza” e “Os Barulhos Noturnos”, representa um período de depressão, ansiedade, medo, angústia, tristeza e profunda preocupação. Mostra os pensamentos obsessivos que são consequência de algo que fizemos e nos provoca receios, sentimentos de culpa, medos e consciência pesada. Reflete o medo do abandono e a dor da separação. Pode ser o tormento da solidão ou o medo de perder alguma coisa (amor, emprego, amigos…). Quando alguém chega a este ponto é importante procurar ajuda terapêutica e falar sobre o assunto, pois todos os problemas têm solução! Atraimos aquilo em que focamos a nossa atenção e esta carta alerta-nos para isso mesmo! É hora de mudar os nossos pensamentos para que a nossa vibração também mude. Viver no presente é uma boa forma de transmutar esta energia densa do 9 de espadas.

O passado já passou e o futuro depende daquilo que fazemos no presente.

Com Amor,

GaiaNamastê!

Sharing is Caring

3 de Espadas

Todos os 3 do Tarot são a expressão concreta da energia de cada naipe no mundo físico da matéria. É a criação, a ação, o espírito de cooperação e iniciativa, o crescimento, a expansão.

O 3 de Espadas liga-se ao elemento Ar que representa a mente racional, o intelecto, a palavra falada e a informação. Está associado à estação do Outono.  O naipe de espadas mostra a forma como lidamos com os conflitos interiores e exteriores. Aqui enfrentamos os desafios mais difíceis da vida e confrontamos-nos com medos, traumas e frustrações.

O 3 de espadas denota sofrimento, perda e dor o que pode despoletar desequilíbrios e stress nos outros centros energéticos. O desafio aqui apresentado é aprender com as lições mais dolorosas e curar as feridas de modo a podermos avançar para uma fase mais harmoniosa. Aqui aprendemos que as experiências dolorosas são tão valiosas como as experiências mais agradáveis.

Nutrir pensamentos positivos, curar, perdoar são chaves para podermos recuperar da dor causada pela experiência do 3 de espadas.

 

Com Amor,

GaiaNamastê!

Sharing is Caring

A Morte

Esta é a 13ª carta dos Arcanos Maiores. Astrologicamente, associa-se a Saturno na 8ªcasa de Escorpião. Este signo é regido por Plutão. Plutão incita à reconstrução, ainda que ela implique uma destruição.  A 8ª casa astral representa o Carma dos relacionamentos, o desapego e a transformação profundas.

Esta Carta representa o doloroso caminho dos finais, das despedidas e do desapego, que depois de destruir velhas estruturas leva a um renascimento. É o final irrevogável de um ciclo, para que outro possa começar.

É uma Carta de Mudança (ver Mapa do Tarot) e associa-se a grandes transformações. É uma carta de perda, mas uma perda natural, necessária. Significa que é hora de largar alguma coisa. Chegamos ao final de algum processo de desenvolvimento e temos que nos desapegar de velhos conceitos, da nossa velha identidade, para que possamos continuar a crescer e a evoluir. A mudança e grande transformação, pode ter simplesmente a ver com as nossas atitudes, opiniões, convicções…a queda da máscara que já não nos serve. É, na verdade um renascimento e não um final!

Afirmação- “O carvão torna-se diamante, a semente em planta, e eu também me renovo a cada momento”.

Meditação – ” O objetivo de toda a viagem é chegar ao Destino”.

Namastê!

Sharing is Caring
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Gostaste deste blog? Espalha a palavra:)